Blog Revollu

people together
Voltar

2021-09-10 5 min leitura

Recapacitação, a sua empresa está preparada para essa realidade?

Milhões de pessoas precisarão mudar de ocupação até 2030.

*Chamou a sua atenção? Se identificou com o assunto?

Esse é um dos dados que o podcast: Como moldar a força de trabalho do futuro nas indústrias de varejo e bens de consumo, pela Mckinsey. Melhores práticas de recapacitação foram discutidas. A recapacitação é sem dúvida um foco que as empresas devem ter. As empresas devem tomar ação para assegurar que estarão no caminho certo.

Para tanto, é preciso refletir: Como repensar fundamentalmente as funções e o valor que as pessoas estão agregando e depois treiná-las para chegar lá?

Vamos ao estudo de caso:

Empresa de engarrafamento e distribuição.

Situação: uma das tarefas da equipe de vendas eram visitas semanais ao cliente para fazer o inventário, inserir no sistema e fazer pedido. Era preciso descobrir quais produtos estavam sendo vendidos, e quais, precisavam ser pedidos.

Com a implementação do relatório analítico pela empresa, essa tarefa deixou de ser necessária. O vendedor passou a ter essa informação sem precisar visitar o cliente.

Mas, a empresa fez um trabalho maravilhoso de re treinar a força de vendas. Se preocupar menos com o relatório e se concentrar em outros aspectos.

1. Desenvolver o relacionamento com o cliente e fazer vendas sugestivas.

“Isto também está sendo vendido para outros clientes; estes são os produtos mais vendidos”.

2. Inteligência competitiva.

“Agora que não preciso me preocupar com a quantidade dos meus produtos nas prateleiras, posso ficar de olho nas promoções que os concorrentes estão fazendo e nos mostruários interessantes que estão colocando nas prateleiras. Posso capturar essas informações e mandar ao escritório de vendas principal”.

A perspectiva que a empresa poderia ter adotado seria dizer:
“Não preciso de um vendedor para fazer isso” ou “Vou ter uma pessoa para cobrir cinco contas em vez de cinco pessoas para cobrir cinco contas”.

A empresa poderia ter seguido o caminho da eficiência, mas não o fez!
Resolveu recapacitar ao entender que existia uma oportunidade. Para fazer diferente, e melhor, dado ao contexto do mercado.

A ferramenta do relatório analítico que poderia levar à outros desdobramentos. Maior produtividade ou corte de funcionários, porém, proporcionou uma mudança de comportamento. A forma como a empresa passou a se relacionar com seus clientes.

A decisão de recapacitar é uma das coisas que farão uma grande diferença.

E a sua empresa? O que tem pensado à respeito? Vamos repensar e transformar juntos?

Fonte: Como moldar a força de trabalho do futuro nas indústrias de varejo e bens de consumo. 26 de julho 2021.

Receba
a nossa
newsletter:

you don't want to miss this

1 / 3